top of page

Zelador: entenda a sua importância para o condomínio

Já pensou em como seria a rotina de um condomínio sem o papel de um zelado? O nome é

intuitivo e a função em si é ainda mais simbólica: zelar por um prédio é uma tarefa complexa.

Afinal, diferentes responsabilidades fazem parte da rotina desse profissional. Sobretudo, com a passagem do último 11 de fevereiro, quando foi comemorado o Dia do Zelador.

A rotina de um condomínio só acontece através de pessoas. Antes de mais nada, são elas que fazem tudo andar, resolvem problemas e melhoram o ambiente.

No meio de tantos profissionais essenciais, um deles tem uma participação fundamental no dia a dia dos condomínios. Estamos falando do zelador. Responsável por fiscalizar e organizar tudo que envolve o bom andamento do prédio. Ou seja, como o próprio nome diz, ele zela pelo condomínio.

Em outras palavras, a gestão de qualquer empreendimento, seja ele residencial ou comercial, passa pelo zelador. Não é à toa que é conhecido como o braço direito do síndico.

Nesse sentido, a lista de tarefas é extensa. O zelador é o ponto de contato para o síndico e para os outros funcionários de um condomínio e, por isso, nunca para. De auxílio em questões administrativas até soluções para os desafios diários. A agenda de um zelador é proporcional ao seu grau de importância para manter tudo funcionando.

Da mesma forma, seus atributos precisam dialogar com o grau de envolvimento. Portanto, dedicação, conhecimento e paciência são atributos importantes para a função.

Na rotina, ações como inspecionar sistemas hidráulicos e elétricos, acompanhar a rotina de funcionários e garantir que o Regimento Interno seja cumprido são comuns para um zelador.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page